quarta-feira, 6 de novembro de 2013

O PÃO NOSSO DE CADA DIA...

E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo, e tome cada dia a sua cruz, e siga-me.
Lucas 9:23
E dizia a todos: Se alguém quer vir após mim, negue-se a si mesmo,
e tome cada dia a sua cruz, e siga-me.
Lucas 9:23

O versículo acima é uma das mais importantes fórmulas mencionadas na Bíblia. É simplesmente O SEGREDO: Negar a si mesmo, tomar diariamente a própria cruz, e seguir ao Mestre. Mas, na prática, a que se refere essa passagem?



Você certamente conhece algum cristão que vive em uma verdadeira gangorra espiritual. Há dia em que vem à igreja, está bem, com o coração cheio de ânimo e esperança. Mas não leva muito tempo para que este mesmo entusiasmo se transforme em tristeza, desânimo e motivos para deixar de lado as coisas de Deus. Isso ocorre, dentre outros motivos, pela falta de um posicionamento diário e constate perante o Senhor. Infelizmente, muitos de nós pensamos que buscar a Deus algumas ou, na pior das hipóteses, uma vez por semana, é o suficiente para um longo período de tempo; Jesus nos ensinou justamente o contrário.

Essa não é uma ideia recente. No velho testamento, os israelitas já tentavam aplicar o mesmo conceito. Deus disse a Moisés que enviaria maná, o "pão do céu", diariamente para o seu povo, a fim de que o mesmo não viesse a perecer no deserto. Mesmo sabendo que o Senhor lhes daria o sustento diário, muitos deles ousavam guardar uma quantia maior, para não terem de levantar cedo no dia seguinte. Porém, para a surpresa destes, no dia seguinte, o maná já não servia para mais nada. Estava embolorado, e poderia trazer danos ao invés de proveitos.

Depois que o orvalho secou, flocos finos semelhantes a geada estavam sobre a superfície do deserto. Quando os israelitas viram aquilo, começaram a perguntar uns aos outros: "Que é isso? ", pois não sabiam do que se tratava. Disse-lhes Moisés: "Este é o pão que o Senhor lhes deu para comer. Assim ordenou o Senhor: ‘Cada chefe de família recolha o quanto precisar: um jarro para cada pessoa da sua tenda’ ". Os israelitas fizeram como lhes fora dito; alguns recolheram mais, outros menos. Quando mediram com o jarro, quem tinha recolhido muito não teve demais, e não faltou a quem tinha recolhido pouco. Cada um recolheu tanto quanto precisava. "Ninguém deve guardar nada para a manhã seguinte", ordenou-lhes Moisés.Todavia, alguns deles não deram atenção a Moisés e guardaram um pouco até a manhã seguinte, mas aquilo criou bicho e começou a cheirar mal. Por isso Moisés irou-se contra eles. Cada manhã todos recolhiam o quanto precisavam, pois quando o sol esquentava, aquilo se derretia.
Êxodo 16:14-21



Entendo que Deus já estava estabelecendo um princípio, na forma material, que mais tarde, com cunho espiritual, seria enunciado por Jesus: O esforço diário. De fato, nosso relacionamento com Deus deve ser fortalecido diariamente. O Senhor tem coisas novas para nos entregar, a cada dia. Não podemos resistir hoje com aquilo que recebemos ontem, mas, tratando-se de um relacionamento com Deus, podemos agregar ao que recebemos ontem aquilo que recebermos hoje. Você pode compreender? Isso é DEMAIS!

Mas não para por aí. Não basta buscar ao Senhor... Temos de negar a nós mesmos e tomar nossa própria cruz. Isso requer uma entrega total de nossos desejos pessoais, para satisfazer a vontade do Pai. É uma luta diária. Mais do que isso: A cada instante somos levados a decidir entre manter viva a chama do nosso relacionamento com Ele, ou simplesmente jogar tudo por água abaixo. E como perdemos tudo? Através de um olhar/falar/tocar, enfim.



Eu te desafio a iniciar um relacionamento com Deus. O verdadeiro cristianismo consiste nisso: Negar a si mesmo, tomar diariamente a própria cruz, e seguir a Cristo. Achegue-se a Deus, separe um tempo para "alimentar-se" do pão da vida. Permita que o Senhor ministre em você. E, principalmente, enterre suas próprias vontades. A vontade de DEUS deve ser suprema... Afinal, ela é boa, agradável e perfeita. 

Dá-nos hoje o nosso pão de cada dia
Mateus 6:
 Deus Abençoe sua vida!


RAFAEL SANTIAGO





 
E quando o orvalho se levantou, eis que sobre a face do deserto estava uma coisa miúda, redonda, miúda como a geada sobre a terra.
E, vendo-a os filhos de Israel, disseram uns aos outros: Que é isto? Porque não sabiam o que era. Disse-lhes pois Moisés: Este é o pão que o Senhor vos deu para comer.
Esta é a palavra que o Senhor tem mandado: Colhei dele cada um conforme ao que pode comer, um ômer por cabeça, segundo o número das vossas almas; cada um tomará para os que se acharem na sua tenda.
E os filhos de Israel fizeram assim; e colheram, uns mais e outros menos.
Porém, medindo-o com o ômer, não sobejava ao que colhera muito, nem faltava ao que colhera pouco; cada um colheu tanto quanto podia comer.
E disse-lhes Moisés: Ninguém deixe dele para amanhã.
Eles, porém, não deram ouvidos a Moisés, antes alguns deles deixaram dele para o dia seguinte; e criou bichos, e cheirava mal; por isso indignou-se Moisés contra eles.
Eles, pois, o colhiam cada manhã, cada um conforme ao que podia comer; porque, aquecendo o sol, derretia-se.

Êxodo 16:14-21